Veja Mais
  • .1

    2017 - Communication on Progress

In Focus
13.02.2019
Metade dos artigos científicos produzidos no Brasil são feitos por mulheres



País cresceu 11% em participação feminina na ciência nos últimos 20 anos

Trabalhar na área científica deixou de ser coisa de menino há muito tempo. Prova disso são os números da pesquisa Gender in the Global Research Landscape, realizada pela editora de artigos científicos Elsevier, que mostra o Brasil como líder no número de mulheres cientistas. O país beira a igualdade de gênero, com 49% dos artigos feitos por mulheres, o que equivale a 153.967 artigos produzidos entre 2011 e 2015.

Adriana, Núbia, Soraima e Zuzana são algumas das mulheres que conhecem bem essa realidade. Escolheram a área da pesquisa para trabalhar e estão construindo uma carreira de sucesso dentro da Embraco. A história dessas mulheres faz parte das muitas que podem ser lembradas no Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência. Comemorado no dia 11 de fevereiro, a data é uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) para promover a igualdade de gênero e reconhecer as contribuições significativas para a ciência.

Adriana Cardozo, especialista em propriedade intelectual, é responsável por transformar novas invenções em patentes. A profissional começou a trabalhar na Embraco em 2013 e, desde então, vive bem próxima ao mundo da pesquisa.

Atualmente, trata de todos os temas que envolvem propriedade intelectual. Em seis anos de Embraco, ajudou a depositar cerca de 150 patentes. “Tenho orgulho de trabalhar em uma companhia que está entre as empresas privadas com o maior número de patentes depositadas vigentes no Brasil e nos Estados Unidos – 1.200.”

Outra história inspiradora é a da gerente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento, Núbia Ferreira, que está na Embraco há nove anos. Hoje, seu maior objetivo é impactar positivamente a vida das pessoas, sempre em contato com clientes para entender o que precisam, desenvolvendo, assim, soluções diferenciadas.

“É inspirador poder fazer o lançamento de um produto inovador e pioneiro, que traz inúmeros benefícios para o meio ambiente, como redução de energia, e também para o dia a dia das pessoas.” Núbia pretende continuar a fazer pesquisas e se desenvolver para entregar soluções cada vez melhores, mais eficientes e inovadoras.

Como a Embraco é uma empresa global, possui mulheres incríveis em diversos países além do Brasil, como Eslováquia e México. A especialista em produtos de Pesquisa e Desenvolvimento Zuzana Fazekašová é uma delas. Ela trabalha na planta da Eslováquia e acredita que a área científica oferece aprendizados diários. “Eu sou motivada por trabalhar em projetos que trazem melhorias e por desenvolver novos produtos que trazem mudanças inovadoras.”

Para continuar impactando positivamente a vida das pessoas, Soraima Carmona Treviño, também especialista em produtos de Pesquisa e Desenvolvimento, na planta da Embraco no México, diz que os melhores desenvolvimentos são aqueles que transcendem e começam com convicção e vontade de descobrir aquilo que o mundo precisa.

Essas histórias reforçam os valores da Embraco, como diversidade e inclusão, que permeia todo o processo de gestão de pessoas da empresa, desde o momento da contratação até a definição de indicadores, plano de sucessão e desenvolvimento.

Acesse, no Facebook e LinkedIn da Embraco, uma publicação com os depoimentos das nossas colaboradoras.

172.69.63.137